1808 a 1831

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

1808 a 1831

Mensagem por APSmed em Qua Nov 30 2016, 11:41

[...] “acontecimentos sensacionais” — a exemplo
da chegada da corte portuguesa à cidade do Rio
de Janeiro, em 1808; da criação do Reino Unido
de Portugal, Brasil e Algarves, em 1815; da
oficialização do rompimento entre os reinos do
Brasil e de Portugal, em 1822; da outorga da Carta
Constitucional do Império, em 1824; e da
abdicação de d. Pedro I, em 1831 — podem
apresentar valor inestimável para a compreensão
das circunstâncias históricas nas quais se
evidenciaram. (GRINBERG; SALLES. 2009, p. 17).
Pode-se destacar como acontecimento relevante no período
indicado no texto, de 1808 a 1831,
01) o número de acordos e tratados firmados pela delimitação
dos territórios das capitanias subalternas.
02) a pressão do governo imperial contra o abuso da
liberdade de expressão do pensamento e de imprensa,
especialmente de matérias que denunciavam as ações
absolutistas do governo.
03) a adoção do sistema republicano nas províncias do sul
e do sudeste do Brasil provincial, por imposição dos
imigrantes eropeus.
04) a receptividade dos brasileiros à orientação dos
diplomatas portugueses que se encontravam no comando
da política nacional.
05) a liberdade de religião e de culto, resultante da separação
entre o Estado e a Igreja, que se estendeu aos imigrantes
e aos demais habitantes do país.

Gabarito 02.   Podem comentar as alternativas ?

APSmed
Jedi
Jedi

Mensagens : 410
Data de inscrição : 21/04/2014
Idade : 19
Localização : Bahia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1808 a 1831

Mensagem por José deGrasse Tyson Jr em Ter Dez 06 2016, 14:16

UP!

José deGrasse Tyson Jr
Estrela Dourada
Estrela Dourada

Mensagens : 2351
Data de inscrição : 15/04/2014
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1808 a 1831

Mensagem por APSmed em Qui Dez 15 2016, 11:53

UP

APSmed
Jedi
Jedi

Mensagens : 410
Data de inscrição : 21/04/2014
Idade : 19
Localização : Bahia

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1808 a 1831

Mensagem por José deGrasse Tyson Jr em Sex Dez 23 2016, 21:06

APSmed escreveu:[...] “acontecimentos sensacionais” — a exemplo
da chegada da corte portuguesa à cidade do Rio
de Janeiro, em 1808; da criação do Reino Unido
de Portugal, Brasil e Algarves, em 1815; da
oficialização do rompimento entre os reinos do
Brasil e de Portugal, em 1822; da outorga da Carta
Constitucional do Império, em 1824; e da
abdicação de d. Pedro I, em 1831 — podem
apresentar valor inestimável para a compreensão
das circunstâncias históricas nas quais se
evidenciaram. (GRINBERG; SALLES. 2009, p. 17).
Pode-se destacar como acontecimento relevante no período
indicado no texto, de 1808 a 1831,
01) o número de acordos e tratados firmados pela delimitação
dos territórios das capitanias subalternas.
02) a pressão do governo imperial contra o abuso da
liberdade de expressão do pensamento e de imprensa,
especialmente de matérias que denunciavam as ações
absolutistas do governo.

Boa noite, APSmed,


Eu desconheço as outras alternativas, mas vou explicar o que eu tô sabendo agora sobre a matéria de História Família Real, que cheguei à essa matéria hoje.


Antes da vinda da família real portuguesa, a impressa era proibida no Brasil, o governo português impedia, dessa forma, qualquer tipo de publicação de jornais, livros, revistas, etc. em sua colônia.

Em 1808, D. João expediu o ato real criando a impressão régia. Junto com ele também foi criada uma junta encarregada de avaliar tudo que fosse impresso por essa tipografia. A imprensa no Brasil já nascia censurada.

O primeiro jornal a ser publicado no Brasil foi A Gazeta do Rio de Janeiro, que informava a população dos atos reais.

Apesar da censura, o jornal Correio Braziliense, impresso de forma clandestina, fazia inúmeras críticas ao governo de D. João.


03) a adoção do sistema republicano nas províncias do sul
e do sudeste do Brasil provincial, por imposição dos
imigrantes eropeus.
04) a receptividade dos brasileiros à orientação dos
diplomatas portugueses que se encontravam no comando
da política nacional.
05) a liberdade de religião e de culto, resultante da separação
entre o Estado e a Igreja, que se estendeu aos imigrantes
e aos demais habitantes do país.

Gabarito 02.   Podem comentar as alternativas ?


Quanto às outras, eu desconheço.

Um abraço.

José deGrasse Tyson Jr
Estrela Dourada
Estrela Dourada

Mensagens : 2351
Data de inscrição : 15/04/2014
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1808 a 1831

Mensagem por José deGrasse Tyson Jr em Sab Dez 24 2016, 11:19

Cara, vou perguntar pro meu professor de história pra saber sobre as outras alternativas.

José deGrasse Tyson Jr
Estrela Dourada
Estrela Dourada

Mensagens : 2351
Data de inscrição : 15/04/2014
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1808 a 1831

Mensagem por José deGrasse Tyson Jr em Sab Dez 24 2016, 11:32

Eu acredito que na 5, não houve na da disso, pois os imigrantes (no caso dos africanos), eram obrigados a acreditar no deus dos portugueses, logo eu não penso como está escrito na alternativa. Talvez a não ser que fossem europeus latinos. E se estivesse escrito imigrantes europeus, aí sim acredito eu que estaria correto.

José deGrasse Tyson Jr
Estrela Dourada
Estrela Dourada

Mensagens : 2351
Data de inscrição : 15/04/2014
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1808 a 1831

Mensagem por AleeZl em Dom Dez 25 2016, 21:03

APSmed escreveu:[...] “acontecimentos sensacionais” — a exemplo
da chegada da corte portuguesa à cidade do Rio
de Janeiro, em 1808; da criação do Reino Unido
de Portugal, Brasil e Algarves, em 1815; da
oficialização do rompimento entre os reinos do
Brasil e de Portugal, em 1822; da outorga da Carta
Constitucional do Império, em 1824; e da
abdicação de d. Pedro I, em 1831 — podem
apresentar valor inestimável para a compreensão
das circunstâncias históricas nas quais se
evidenciaram. (GRINBERG; SALLES. 2009, p. 17).
Pode-se destacar como acontecimento relevante no período
indicado no texto, de 1808 a 1831,
01) o número de acordos e tratados firmados pela delimitação
dos territórios das capitanias subalternas.
02) a pressão do governo imperial contra o abuso da
liberdade de expressão do pensamento e de imprensa,
especialmente de matérias que denunciavam as ações
absolutistas do governo.
03) a adoção do sistema republicano nas províncias do sul
e do sudeste do Brasil provincial, por imposição dos
imigrantes eropeus.
04) a receptividade dos brasileiros à orientação dos
diplomatas portugueses que se encontravam no comando
da política nacional.
05) a liberdade de religião e de culto, resultante da separação
entre o Estado e a Igreja, que se estendeu aos imigrantes
e aos demais habitantes do país.

Gabarito 02.   Podem comentar as alternativas ?
APSmed, José,

Permitam-me fazer algumas observações.

01. Os últimos acordos relevantes que houveram sobre o território brasileiro foram o Tratado de Madri e o de Badajós. Ambos foram antes de 1808. O primeiro traz consigo o conceito de uti possidetis, em 1750, com a Espanha: fica com o território aquele que o usa (e através dele, o Brasil ficou com mais ou menos o território atual). O segundo, por sua vez, foi em 1801, em que houveram trocas de terras entre os países ibéricos. Então, entre 1808 e 1831 não tivemos acordos significativos relacionados às terras.

02. Na época de D. João, sim, a liberdade de imprensa era cada vez menor (se não nula). Mas não durante todo império: na época de D. Pedro II, muitos meios de notícias "atacavam" diretamente a monarquia (inclusive as monarquias de fora viam isso com maus olhos), mas isso já é depois de 1831.

03. Houveram medidas republicanas no sul e sudeste do Brasil, sim, mas isso aconteceu na época de D. Pedro I e II (por volta de 1835~39 [farroupilha] e também 1870~1871).

04. "a receptividade dos brasileiros à orientação dos diplomatas portugueses [...]", se tal receptividade realmente aconteceu, por que houveram, então, tantos conflitos entre esses mesmos "comandantes" e a população local? Nem sempre isso aconteceu. Um exemplo disso foi a Revolução Pernambucana de 1817.

05. A constituição de 1824. D. Pedro I cria o poder moderador (tendo assim, também, "poderes divinos"). Peguei um trecho da constituição:
D. Pedro I - Artigo 05 escreveu:
“A religião Católica apostólica romana continuará a ser a religião do império. Todas as outras Religiões serão permitidas com seu culto doméstico ou particular em casas para isso destinadas, sem forma alguma exterior do Templo.
Claro, há o Tratado de Comércio e Navegação em que a Inglaterra impõe a "não-perseguição" às diferentes religiões, mas como o culto público é restringido, não havia uma total liberdade para os locais e os estrangeiros. Além disso, houve a retomada do Estado+Igreja com a constituição.


É uma questão que pega muitos detalhes.

Bons estudos!

AleeZl
Jedi
Jedi

Mensagens : 311
Data de inscrição : 12/09/2015
Idade : 19
Localização : São Paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 1808 a 1831

Mensagem por José deGrasse Tyson Jr em Seg Dez 26 2016, 11:29

Perfeito, AleeZl!

José deGrasse Tyson Jr
Estrela Dourada
Estrela Dourada

Mensagens : 2351
Data de inscrição : 15/04/2014
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro - RJ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum