Fórum PiR2
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

UFPR 2019/2020- Formação do povo brasileiro: dominações

2 participantes

Ir para baixo

UFPR 2019/2020- Formação do povo brasileiro: dominações Empty UFPR 2019/2020- Formação do povo brasileiro: dominações

Mensagem por RAFA&L Dom 11 Jul 2021, 23:19

Considere o seguinte excerto da obra O povo brasileiro, do antropólogo DarcyRibeiro: 

A classe dominante empresarial-burocrático-eclesiástica, embora exercendo-se como agente de sua própria prosperidade, atuou também, subsidiariamente, como reitora do processo de formação do povo brasileiro. Somos, tal qual somos, pela forma que ela imprimiu em nós, ao nos configurar, segundo correspondia a sua cultura e a seus interesses. Inclusive, reduzindo o que seria o povo brasileiro, como entidade cívica e política, a uma oferta de mão-de-obra servil. Foi sempre nada menos que prodigiosa a capacidade dessa classe dominante para recrutar, desfazer e reformar gentes aos milhões. Isso foi feito no curso de um empreendimento econômico secular, o mais próspero de seu tempo, em que o objetivo jamais foi criar um povo autônomo, mas cujo resultado principal foi fazer surgir como entidade étnica e configuração cultural um povo novo, destribalizando índios, desafricanizando negros e deseuropeizando brancos. Ao desgarrá-los de suas matrizes, para cruzá-los racialmente e transfigurá-los culturalmente, o que se estava fazendo era gestar a nós brasileiros tal qual fomos e somos em essência. Uma classe dominante de caráter consular-gerencial, socialmente irresponsável, frente a um povo-massa tratado como escravaria, que produz o que não consome e só se exerce culturalmente como uma marginália, fora da civilização letrada em que está imerso. 
(RIBEIRO, Darcy. O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. São Paulo: Cia das Letras, 1995. p.178-179.) 

Levando em consideração a hipótese do autor, em relação à formação da sociedade brasileira, às dinâmicas sociais e às formas de dominação, é correto afirmar: 
a) O fortalecimento das elites empresarial, burocrática e eclesiástica se deu num processo de correlação de forças que visaram, num processo histórico de longa duração, a constituir um domínio econômico, a partir do qual as classes inferiores, por não disporem de poder e capital, foram alijadas do processo de dominação. 
b) A igreja teve papel central na organização da vida colonial e imprimiu um sentido sagrado à dominação por longo tempo. Sua importância em relação à burocracia civil e às elites econômicas no Brasil foi de tal maneira preponderante, que a Inquisição se fez presente como forma de manutenção da ordem e do domínio dos portugueses sobre nativos indígenas e escravos africanos. 
c) As mudanças sociais que ocorreram no Brasil desde sua colonização produziram um tipo de dominação secular, que associou as elites empresarial, burocrática e eclesiástica a um processo civilizacional intimamente associado a um estado de barbárie, em que as camadas subalternas sempre cumpriram um papel marginal no seu processo emancipação e esclarecimento. 
d) O objetivo principal da cúpula patricial, toda ela oriunda da metrópole, era formar uma sociedade que fosse capaz de contribuir com a expansão dos limites territoriais da Coroa Portuguesa. Em contrapartida, essas populações nativas teriam o direito ao reconhecimento da cidadania lusitana. 
e) O autor frisa que, apesar da dominação severa, ainda assim havia algum senso de solidariedade por parte das elites empresarial, burocrática e eclesiástica, sendo esses três grupos sociais responsáveis pela colonização do Brasil e possibilitando que camadas sociais inferiores, o povo, as massas, participassem da construção do país, de sua cultura e de sua unidade como “povo brasileiro”.

GAB.: C

DÚVIDA: Qual o erro da A e da B?

RAFA&L
Estrela Dourada
Estrela Dourada

Mensagens : 1108
Data de inscrição : 17/10/2019
Idade : 21
Localização : Paraná, Brasil

Ir para o topo Ir para baixo

UFPR 2019/2020- Formação do povo brasileiro: dominações Empty Re: UFPR 2019/2020- Formação do povo brasileiro: dominações

Mensagem por Pedro Celso Silva Seg 12 Jul 2021, 18:03

Erro da letra A
Isso jamais aconteceu. As classes menos abastadas são justamente as mais dominadas . Os latifundiários no Brasil sempre tentaram sucatear a educação, principalmente básica,para manter seu domínio sobre o país. Sucateando a educação,a maior parte da população brasileira não terá conhecimento para saber o que está acontecendo no país,e nem tampouco questioná-los.
Sucateando a educação,cada vez menos brasileiros serão qualificados para exercer empregos de alto valor agregado,altos salários e o país depender menos deles. Eles cairiam do cavalo,porque a maior parte dos grandes donos de terra brasileiros são produtores de soja,produtores de trigo,que acham que o país tem que ser fazenda do mundo e o resto do país (não eles)têm que sucumbir. Sucumbir à violência,sucumbir à falta de educação de qualidade,à falta de saúde pública digna.
Tudo isso porque muitos deles não querem que pobres tenham ascensão social,não querem perder prestígio e que não tenham tantas pessoas ricas ao lado deles. Pensa no seguinte. Mesmo com todo esse desastre que foi a pandemia no país,mesmo com os recursos para ciência e tecnologia,pesquisa e desenvolvimento no país sejam uma piada,os pesquisadores da FIOCRUZ e do Butantã,conseguiram produzir duas vacinas 100% nacionais (Butanvac e Versamune). Além disso,há 16 outras vacinas 100% brasileiras em desenvolvimento.
Os pesquisadores do Butantã conseguiram fazer a Butanvac do ovo. Você imagina o quão fantástico foi o trabalho dos pesquisadores para poder fazer uma vacina feita do ovo. Ovo é algo tão comum. Praticamente inofensivo,mesmo pra quem é alérgico. Muito diferente,por exemplo,da vacina inglesa da AstraZeneca,cuja reação é fortíssima,e dá efeitos colaterais nas pessoas. (Não to criticando,só estou falando o quão mágicos os brasileiros foram).
Imagina que tá tendo uma festa e as pessoas estão falando o que fizeram na semana. Imagine esses latifundiários falando que exportaram 100 toneladas de soja pra China. Agora imagina esses pesquisadores falando que conseguiram fazer uma vacina contra a COVID a partir do ovo. Imagine a cara de euforia das pessoas parabenizando os pesquisadores,e a cara de "grande coisa" pros fazendeiros que exportaram a soja? É essa perda de poder e de prestígio que eles tanto temem.
É por isso,que eles sempre vão tentar fazer com que o país fique no atraso. Ao invés de estimular o estudo e o trabalho,eles sempre vão tentar (nem que paguem a imprensa) que estudar é chato,e que trabalhar cansa. Tudo isso para não existirem gênios que façam o país prosperar. Nem que façam o brasileiro ser uma pessoa que seja indiferente a tudo,e o nível de satisfação do mesmo seja alto ou baixo se der ou não der,para comprar cerveja e churrasco no fim de semana. Isso perpetua tudo.
O Erro da B é que nunca teve Inquisição no Brasil. E o Brasil nunca foi "tããão religioso". Basta você ler os sonetos do Gregório de Matos o (Boca do Inferno). Ele fala:
Neste mundo é mais rico, o que mais rapa:
Quem mais limpo se faz, tem mais carepa:
Com sua língua ao nobre o vil decepa:
O Velhaco maior sempre tem capa.
Traduzindo o Português do século 16 pra cá.
Neste mundo é mais rico,o que mais rouba:
Quem mais limpo se faz,é o que tem mais sujeira:
Com sua língua ao nobre,o mau arranca:
O velho maior sempre tem proteção.
Ele se refere à Administração Colonial e até mesmo a Igreja da época.
Pedro Celso Silva
Pedro Celso Silva
Matador
Matador

Mensagens : 1006
Data de inscrição : 20/08/2015
Idade : 22
Localização : Rio de Janeiro

RAFA&L gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos