Fórum PiR2
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Filósofos Contratualistas - ENEM

2 participantes

Ir para baixo

Filósofos Contratualistas - ENEM Empty Filósofos Contratualistas - ENEM

Mensagem por Ceruko Seg 16 Nov 2020, 15:34

TEXTO I
 Tudo aquilo que é válido para um tempo de guerra, em que todo homem é inimigo de todo homem, é válido também para o tempo durante o qual os homens vivem sem outra segurança senão a que lhes pode ser oferecida por sua própria força e invenção.
HOBBES, T. Leviatã. São Paulo: Abril Cultural, 1983.



TEXTO II
 Não vamos concluir, com Hobbes que, por não ter nenhuma ideia de bondade, o homem seja naturalmente mau. Esse autor deveria dizer que, sendo o estado de natureza aquele em que o cuidado de nossa conservação é menos prejudicial à dos outros, esse estado era, por conseguinte, o mais próprio à paz e o mais conveniente ao gênero humano.
ROUSSEAU, J.-J. Discurso sobre a origem e o fundamento da desigualdade entre os homens. São Paulo: Martins Fontes, 1993 (adaptado).

Os trechos apresentam divergências conceituais entre autores que sustentam um entendimento segundo o qual a igualdade entre os homens se dá em razão de uma

a)
predisposição ao conhecimento.

b)
submissão ao transcendente.

c)
tradição epistemológica.

d)
condição original.

e)
vocação política.

Gabarito letra D.

Conheço os autores e sei que falam do estado natural do ser humano. Mas eu não entendi a pergunta. Como a igualdade entre os homens se dá em razão de uma "condição original" ? Não fez muito sentido para mim.
Ceruko
Ceruko
Estrela Dourada
Estrela Dourada

Mensagens : 1160
Data de inscrição : 01/07/2020
Idade : 20
Localização : Ribeirão Preto

Ir para o topo Ir para baixo

Filósofos Contratualistas - ENEM Empty Re: Filósofos Contratualistas - ENEM

Mensagem por RAFA&L Qua 18 Nov 2020, 19:08

condição natural é justamente o estado de natureza Ceruko. A igualdade para os dois teóricos se baseia justamente na "condição natural" do homem.
Quero dizer, para Rousseau, é justamente porque o estado de natureza é um estado caótico que esse estado não seria o mais justo. E para Martins, é justamente porque o estado de natureza é "aquele em que o cuidado de nossa conservação é menos prejudicial à dos outros" que esse estado seria o mais justo.


O termo correto não seria exatamente "o mais justo"; mas creio que deu para te dar um norte.

RAFA&L
Estrela Dourada
Estrela Dourada

Mensagens : 1108
Data de inscrição : 17/10/2019
Idade : 21
Localização : Paraná, Brasil

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo


 
Permissão neste fórum:
Você não pode responder aos tópicos