PiR2
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

FUVEST 2019 - HEREDOGRAMA

Ir para baixo

FUVEST 2019 - HEREDOGRAMA Empty FUVEST 2019 - HEREDOGRAMA

Mensagem por HiroshiNk Seg 27 Abr 2020, 20:56

(FUVEST-2019) Uma alteração genética é determinada por um gene com herança autossômica recessiva. O heredograma mostra famílias em que essa condição está presente.

FUVEST 2019 - HEREDOGRAMA Screen10

O casal III2 e III3 está esperando um menino. Considerando que, nessa população, uma em cada 50 pessoas é heterozigótica para essa alteração, a probabilidade de que esse menino seja afetado é 

(A) 1/100
(B) 1/200
(C) 1/1.000
(D) 1/25.000
(E) 1/40.000

Resposta: (B) 1/200

Muito bem, agora vamos ao problema... (já vou antecipando que é uma questão matemática que envolve probabilidade)

Sabemos que a mulher do casal (III2) é heterozigótica - Aa - e que o homem (III3) é saudável (A_), o que exclui a possibilidade de ser homozigótico recessivo (aa).

O que eu percebi é uma infelicidade da banca em relação ao dado "Considerando que, nessa população, uma em cada 50 pessoas é heterozigótica". Pois, para chegar à resposta correta, deve-se utilizar o dado em questão para o homem III3.

Ficaria 1/50 x 1/4 = 1/200

Entretanto, a incompatibilidade está no fato de que, ao saber que o homem é saudável, não é coerente utilizar um dado que foi desenvolvido para uma pessoa qualquer da população em questão; e explico porquê:

A cada 50 pessoas dessa população
1. uma (1) é heterozigótica
2. 49 não são heterozigóticas - portanto, são homozigóticas

Dessas 49
1. x são dominantes (AA)
2. 49-x são recessivas (aa)

Sabendo-se que o homem III3 é saudável (quadrado branco), exclui-se a possibilidade de ser homozigótico (49-x).

Logo, sabendo que ele é saudável, a chance de ser heterozigótico é :
1 / (1+x)

Sabendo que o exercício queria que considerássemos a probabilidade de heterozigose para o homem como 1/50, temos que ele, ao esperar tal consideração, implicou que x fosse igual a 49; isto é, que todas as pessoas homozigóticas daquela população fossem dominantes (AA). Com isso, excluiria-se a possibilidade de homozigóticos recessivos (aa) e, por consequência, de qualquer pessoa doente.

Por fim, quero pontuar que entendo que a banca não se atentou às implicações matemáticas desse exercício, e que o dado, portanto, refere-se à população saudável. Entretanto, não se pode negar que o exercício apresenta uma inconveniência. Em suma, o dado devia vir acompanhado da indicação de que refere-se à parcela saudável daquela população.

Enfim, espero que alguém tenha entendido o meu raciocínio e que seja útil caso surja a mesma dúvida para algum concurseiro perdido por aí kkkk.

Valeu, até mais!
HiroshiNk
HiroshiNk
Iniciante

Mensagens : 4
Data de inscrição : 25/11/2019
Idade : 19
Localização : São Paulo - SP

Ir para o topo Ir para baixo

Ir para o topo

- Tópicos semelhantes

 
Permissões neste sub-fórum
Não podes responder a tópicos