Fórum PiR2
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Provocações: Sistema prisional brasileiro

5 participantes

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir para baixo

Provocações: Sistema prisional brasileiro Empty Provocações: Sistema prisional brasileiro

Mensagem por Diego A Seg 29 Maio 2017, 13:34

Prendemos mais, mas para quê?

+ A taxa de reincidência é de aproximadamente 70%. Isso quer dizer que um ex-preso tem mais chances de cometer outro ato que de se reintegrar socialmente. Por que se tirou da rua então?

+ Sabe-se se que o PCC, a título de exemplo, consegue domínio territorial, domínio sobre a liberdade da comunidade e monopólio sobre o comércio e transporte onde ele atua. Algumas fontes até julgam que esse grupo possa ter formado um sistema de julgamento. Então, o Estado se exime de suas atribuições, ou seja, investir na educação, na transformação do crimoso, delega essas funções para as facções, indiretamente, e assim se cria um poder paralelo. Como pode isso não ser um erro?

+ Os complexos físicos vivem afastados das cidades, mas toda vez que há uma saída temporária a cidade e a mídia estão em alertas, morrem de medo. O que será que o preso estava fazendo na cadeia, então? Se ele não está apto para uma saída temporária. E depois de cumprir a pena é diferente, quer dizer, se ele ficar preso não muda quem ele é, de que adianta estar preso?

+ Quem é a maioria dos presos? Brancos, negros, mulheres, homens...?


Última edição por Diego A em Seg 29 Maio 2017, 14:09, editado 2 vez(es)
Diego A
Diego A
Monitor
Monitor

Mensagens : 1398
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 25
Localização : Cascavel - PR

Ir para o topo Ir para baixo

Provocações: Sistema prisional brasileiro Empty Re: Provocações: Sistema prisional brasileiro

Mensagem por Convidado Seg 29 Maio 2017, 13:51

O Estado intervém e as pessoas reclamam.
O Estado não intervém e as pessoas reclamam. 
Mas que p. é essa?

Pegue as porcentagens de presos com base em suas aptidões físicas. Agora pegue as porcentagens de pessoas com tais aptidões físicas no Brasil. Não adianta vir com esse nhenhenhem.

Convidado
Convidado


Ir para o topo Ir para baixo

Provocações: Sistema prisional brasileiro Empty Re: Provocações: Sistema prisional brasileiro

Mensagem por Diego A Seg 29 Maio 2017, 14:08

Se o Estado intervem mau, é claro que deve haver reclamação. Você acha que 70% de reincidência significa qualidade no modo como ele atua?

A quantidade de presos por tráfico de drogas não diz só sobre uma das origens do problema, mas também do endurecimento das regras. No Paraná e Santa Catarina, o aumento do policiamento militar esta diretamente ligado a isso. Aqui, o governo do estado contratou milhares de policiais e renovou toda a frota de veículos. Na minha cidade quase todo bairro tem uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP's). O reflexo direto da situação se deu no aumento das prisões dessa tipologia. Como você vê no infográfico abaixo:

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Nem por isso significa que os traficantes estão ficando mais "bonzinhos" ou que a insegurança da população esteja diminuíndo, muito pelo contrário.
Diego A
Diego A
Monitor
Monitor

Mensagens : 1398
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 25
Localização : Cascavel - PR

Ir para o topo Ir para baixo

Provocações: Sistema prisional brasileiro Empty Re: Provocações: Sistema prisional brasileiro

Mensagem por Convidado Seg 29 Maio 2017, 15:24

Tá, mas quem falou em tráfico?

Convidado
Convidado


Ir para o topo Ir para baixo

Provocações: Sistema prisional brasileiro Empty Re: Provocações: Sistema prisional brasileiro

Mensagem por Diego A Sex 02 Jun 2017, 13:00

Era sexta-feira, 12 de maio de 2006, quando uma delegacia na zona leste de São Paulo foi atacada por criminosos da facção PCC, o Primeiro Comando da Capital. Ocorreriam outros dez ataques naquela noite, além de duas rebeliões no sistema prisional paulista, tudo isso em represália à transferência de 765 presos, incluindo a cúpula da facção, ao presídio de Presidente Venceslau, de segurança máxima, no interior de São Paulo.

Nos cinco dias seguintes, aconteceram mais de 300 atentados contra símbolos do Estado, como delegacias, postos de polícia, presídios e prédios públicos. Agentes de segurança, como policiais e bombeiros, eram caçados e mortos pelas ruas. Nos presídios, foram mais de 80 rebeliões em apenas três dias, com centenas de reféns. O saldo de mortos dos homens da lei só aumentava. Chegaria a 59.

As ruas das cidades ficaram praticamente vazias, inclusive as da maior capital do país. O medo tomou conta da população de São Paulo.

Começava, então, a chamada “reação” aos ataques da facção. Uma tropa de encapuzados saiu às ruas para vingar o assassinato de policiais, deixando um saldo de 505 civis vítimas em dez dias. A maioria de moradores de áreas pobres, entre eles uma mulher grávida de nove meses.

Fonte: As Feridas de Maio: pt 1 - Sem respostas. Folha de SP

____________________________________________
*Se sua dúvida foi solucionada, marque o tópico como resolvido e agradeça quem ajudou.
*Não crie novo tópico para questão existente, comente junto dessa. (V)
*O enunciado da questão deve ser digitado. Também não são permitidos links externos para o enunciado e/ou para a resolução. (IX e X)

"A liberdade, se é que significa alguma coisa, significa o nosso direito de dizer às pessoas o que não querem ouvir."

Discussões no PiR2: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] // [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Diego A
Diego A
Monitor
Monitor

Mensagens : 1398
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 25
Localização : Cascavel - PR

Ir para o topo Ir para baixo

Provocações: Sistema prisional brasileiro Empty Re: Provocações: Sistema prisional brasileiro

Mensagem por IDavi Dom 04 Jun 2017, 00:34

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:se ele ficar preso não muda quem ele é, de que adianta estar preso?

Pelo que sempre ouvi, o objetivo da chamada "cadeia" era a disciplina social de um indivíduo para que ele possa ser futuramente reabilitado a viver em sociedade.
O fato é que ninguém mais sabe o que fazer com tanta violência no mundo. Sim, citei o mundo, pois todos os países sofrem com a violência criminal e a prisão não tem sido solução em muitos deles também.

O que você quis dizer com esse "mudar quem ele é"?
Transformar a forma de um homem, educando-o para ter atitudes que a sociedade aprova, é o que se pode tentar fazer.
Já mudar quem ele é, como ele pensa e o que deseja é trabalho de outro.

Não adianta aprisionar o homem por praticar violência. Deve-se educa-lo desde cedo, para que já adulto, não pratique violência.
Mas como em nossa sociedade as famílias não tem mais o senso de moral correto sobre quase nada, um retorno ao que é verdadeiramente correto, moralmente falando, é necessário.

Esse problema social é muito mais profundo do que simplesmente prender ou não prender, educar o homem dentro da prisão ou antes de ele ir para ela. É uma questão de moral, de moral social, que tem se perdido cada dia mais.
IDavi
IDavi
iniciante

Mensagens : 32
Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 26
Localização : Brasil, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

Ir para o topo Ir para baixo

Provocações: Sistema prisional brasileiro Empty Re: Provocações: Sistema prisional brasileiro

Mensagem por Diego A Qua 07 Jun 2017, 15:53

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Pelo que sempre ouvi, o objetivo da chamada "cadeia" era a disciplina social de um indivíduo para que ele possa ser futuramente reabilitado a viver em sociedade.

Ouve-se, monotamente, falar nisso. Contudo, percebe-se que uma parte expressiva da sociedade tem o senso de que "bandido bom é bandido morto", sem falar naqueles que dizem querer vingança, ou seja, vingança é querer ver o criminoso nas piores condições. Outrossim, nosso código se chama Códido Penal, não Código Restaurador, ou Código Reparador. Esse último, alías, traz a tona a ideia de que não somente o criminoso deve receber os devidos cuidados do Estado, mas também a vítima (não se pode generalizar). O quanto nosso Estado deixa de fazer. Será que isso um dia terá solução...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Não adianta aprisionar o homem por praticar violência. Deve-se educa-lo desde cedo, para que já adulto, não pratique violência.
Mas como em nossa sociedade as famílias não tem mais o senso de moral correto sobre quase nada, um retorno ao que é verdadeiramente correto, moralmente falando, é necessário.

Acontece que quando você está discutindo o tema os especialistas falam em o ser criminoso e o ser que praticou um crime, mas não é criminoso. Observando os verbos você tem melhor distinção. O verbo ser diz sobre a identidade, então aquele que comete uma atrocidade não o faz pela circunstância, mas por sua forma de viver. Por outro lado, aquele que não é, comete por que lhe faltava algo, é aquela frase típica "ladrão que rouba por que tem fome não é ladrão". E aí, como aplicar uma distinção de coerção para cada um? E, será que vale a pena fazer essa distinção?

____________________________________________
*Se sua dúvida foi solucionada, marque o tópico como resolvido e agradeça quem ajudou.
*Não crie novo tópico para questão existente, comente junto dessa. (V)
*O enunciado da questão deve ser digitado. Também não são permitidos links externos para o enunciado e/ou para a resolução. (IX e X)

"A liberdade, se é que significa alguma coisa, significa o nosso direito de dizer às pessoas o que não querem ouvir."

Discussões no PiR2: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] // [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Diego A
Diego A
Monitor
Monitor

Mensagens : 1398
Data de inscrição : 20/04/2016
Idade : 25
Localização : Cascavel - PR

Ir para o topo Ir para baixo

Provocações: Sistema prisional brasileiro Empty Re: Provocações: Sistema prisional brasileiro

Mensagem por OXYNEW Qua 07 Jun 2017, 18:44

Por favor!!Isso não é redação de enem,isso é vida REAL!!Uma coisa que acho esquisito:perguntem aos especialistas onde eles moram?Entendo que ,afinal,são ESPECIALISTAS(estudam dados mas nao consegum compreender a origem,de fato) mas isso se comprende com a prática.Imagine como deve ser morar em um local cheio de bandidos(seria interessante, algum jornalista morar 1 ano em uma periferia e tentar retratar seu cotidiano ). Myltiplica por infinito...esse é o sentimento de ver seu amigo(ou parente) morto.Graças a Deus nunca presenciei isso ,mas pensem : adianta prender para soltar no natal e cometer crime novamente e acabar com o fim de ano de uma família (como sempre,tragicamente, vemos nos noticiários).Deve se cortar o mal pela raiz.E feio falar isso mas chegamos em um ponto que temos que pensar em pena de morte e a remodelação de diversas leis.Isso e semelhante ao cigarro,falam que é mal, ruim.... mas não destroem e continuam vendendo com isso várias pessoas continuam se auto destruindo e acabam incentivando aos outros a fumarem ,resultado: nunca a população vai entender que o cigarro mata.Acredito que é necessário que tenha pena de morte em casos exagerados com provas suficientes de muita frequência pois um cidadão do bem não irá realizar isso.Agora vão me perguntar e quanto a lei e injusta?
Como disse, deve ter provas suficientes ou se for com alta incidência.Assim,queria ver algum ladrão cometer mais crimes ,inconscientemente,acreditando que vai ir descansar um pouco na prisão(por vezes,comendo melhor que uma família sustentada por um salário mínimo) as NOSSAS CUSTAS (ainda não pago impostos diretamente ao governo mas acredito que a mudança drastica de preço do pão que compramos não foi espontânea ).

Não me interpretem como uma pessoa sem coração e ignorante.Pelo contrário, é lamentável ver inocentes morrerem devido a grande injustiça presente.Aliás,temos que lembrar dos ladroes de terno e lamborghini que elegemos.Ao invés de matarem pessoas com armas matam elas de fome,depressão...(por trabalharem e ver 40% de seu salário ir para o governo -diretamente e indiretamente)mas isso é assunto para os próximos dias em que serão revelados mais escândalos...

OXYNEW
Jedi
Jedi

Mensagens : 232
Data de inscrição : 05/03/2016
Idade : 20
Localização : Ipatinga,MG

Ir para o topo Ir para baixo

Provocações: Sistema prisional brasileiro Empty Re: Provocações: Sistema prisional brasileiro

Mensagem por IDavi Qua 07 Jun 2017, 22:11

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Ouve-se, monotamente, falar nisso. Contudo, percebe-se que uma parte expressiva da sociedade tem o senso de que "bandido bom é bandido morto", sem falar naqueles que dizem querer vingança, ou seja, vingança é querer ver o criminoso nas piores condições. Outrossim, nosso código se chama Códido Penal, não Código Restaurador, ou Código Reparador. Esse último, alías, traz a tona a ideia de que não somente o criminoso deve receber os devidos cuidados do Estado, mas também a vítima (não se pode generalizar). O quanto nosso Estado deixa de fazer. Será que isso um dia terá solução...

A moralidade social, está de todo afetada Diego. O exemplo disso é a que você acabou de citar. O que muda isso, é uma mudança de atitude das pessoas em relação a seus erros. Aqui, erros, como sendo desde o nível familiar, com a responsabilidade de educação dos pais, até o mais alto nível social, onde estão as piscinas de dinheiro.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Acontece que quando você está discutindo o tema os especialistas falam em o ser criminoso e o ser que praticou um crime, mas não é criminoso. Observando os verbos você tem melhor distinção. O verbo ser diz sobre a identidade, então aquele que comete uma atrocidade não o faz pela circunstância, mas por sua forma de viver. Por outro lado, aquele que não é, comete por que lhe faltava algo, é aquela frase típica "ladrão que rouba por que tem fome não é ladrão". E aí, como aplicar uma distinção de coerção para cada um? E, será que vale a pena fazer essa distinção?

Agradeço sua explicação. Ainda assim, refiro-me ao ser no trato da realidade de quem todo ser humano por natureza é, não pelo que pratica exteriormente, mas pelo que é interiormente. A distinção é impossível de ser feita de maneira 100% precisa. Por conta disso há necessidade da restauração moral. Se o homem não tem, em seu caráter, a capacidade para fazer o que é certo independentemente das circunstâncias, ele é incapaz de fazer as coisas que faz com uma intenção verdadeiramente pura, seja o que for. Aqui, declaro: Nenhum ser humano, sozinho, é capaz disso.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Por favor!!Isso não é redação de enem,isso é vida REAL!!

Exatamente por isso eu disse o que disse. O homem é incapaz de conseguir encontrar a solução para sí mesmo sozinho.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Uma coisa que acho esquisito:perguntem aos especialistas onde eles moram?Entendo que ,afinal,são ESPECIALISTAS(estudam dados mas nao consegum compreender a origem,de fato) mas isso se comprende com a prática.Imagine como deve ser morar em um local cheio de bandidos(seria interessante, algum jornalista morar 1 ano em uma periferia e tentar retratar seu cotidiano ).

Infelizmente Oxy... Você está certo.
Não podemos ser desrespeitosos a ponto de falar dessas coisas de qualquer maneira. Existem pessoas sofrendo (e muito) por conta dessa realidade. Tanto ex-bandidos que se arrependeram de seus crimes, quanto aqueles que ainda vivem este tipo de vida por não terem sido apresentados a um tipo de vida melhor. (Por favor, somos maduros para entender que aqui, há exceções.)

Não quero entrar no contexto do resto do texto em que fala sobre esse tipo de pena...

Finalizo dizendo que podemos conversar muito sobre isso mas se queremos realmente mudar isso, ações práticas devem ser feitas. Como sabemos que não podemos mudar o mundo, podemos tentar mudar a realidade a nossa volta, nas oportunidades que surgem...

O máximo que servirá, ficarmos aqui discutindo sobre isso, é a conscientização de quem for ler estes textos.
A solução é simples: Busque Àquele que de fato pode mudar o caráter do homem, transformando completamente suas atitudes e sua vida.

Como está escrito: "2 Crônicas 7: 14 E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra."

Entenda "terra" como quiser. Eu gosto de entender essa "terra" como sendo meu próprio coração... por que sei que diante de Deus, só são considerados dentro da Lei, isto é, justos, aqueles que tem Fé em Cristo Jesus e em Sua obra na cruz, por nada mais.
Desejo sinceramente que possam pensar nessa realidade.

Abraços
IDavi
IDavi
iniciante

Mensagens : 32
Data de inscrição : 30/05/2017
Idade : 26
Localização : Brasil, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

Ir para o topo Ir para baixo

Provocações: Sistema prisional brasileiro Empty Re: Provocações: Sistema prisional brasileiro

Mensagem por Thalyson Qua 07 Jun 2017, 23:55

Boa noite! Também quero deixar uma opinião sobre o assunto. Eu acredito que a questão da criminalidade no Brasil esta ligada a uma série de fatores e um deles (talvez o principal), como já foi citado pelo IDavi, é a moral e os costumes que estão sendo cultivados dentro das famílias, um exemplo: Quando eu saio de casa para ir estudar na biblioteca pública num dia de sol, passando pelo calçadão aqui do centro, eu conto em média de 10 a 15 jovens desocupados (em grupo ou, no popular, maloca) sentados pelos bancos da praça com algumas garotas no mesmo estilo, com aquela panca de marginal que é ostentação para eles. É obvio que a probabilidade de aqueles caras se tornarem marginais daqui a algum tempo (isso se já não forem porque volta e meia a polícia aborda esses rodinhas e acha um ou outro com mandado em aberto) é grande, mas o que o estado pode fazer? Dar emprego? escola integral? curso? talvez ajudaria mas isso já existe por aqui! o que o estado pode fazer? Não tem como a guarda ou a polícia chegar e falar "vai pra casa" ou algo assim, na minha opinião falta um pai ou uma mãe de pulso firme pra chegar ali e levar o cidadão embora, pela orelha se preciso for, chegar em casa e dar uma dura, explicar as coisas e colocar o cidadão na
linha! é essa a atitude que deve ser tomada (até certa idade claro) e que o estado não pode tomar... e eu penso "porque eu não estou ali na rodinha ao invés de estar indo para a biblioteca estudar? Foi porque os meus pais, quando eu era menor, sempre me colocaram na linha explicaram as coisas, não aceitaram certas amizades, certos comportamentos, a nota baixa, enfim... quando necessário umas palmadas, assim eu fui crescendo e aprendendo, foram eles... os meus pais! Não foi o estado! porque eu sempre estudei na escola pública, com aquele tipo de pessoa, inclusive estamos no mesmo degrau da pirâmide social, mas a minha educação era outra! Agora eu pergunto aos senhores... o estado tem esse poder? pode entrar lá na casa e dar o sermão? a palmada necessária? a correção? Ai vc diz "ah mais uma campanha na mídia..." cara... não é a mesma coisa!
Vejam o Japão, lá não tem assalto, roubo,maloqueiro, marginal, tem a Yakuza que comanda o crime e tal mas mesmo eles tem honra, o Japão fecha o ano com 5/6 assassinatos enquanto no Brasil nos temos esses mesmos 5/6 só que por hora (vide anuário brasileiro de segurança pública 2016), só que a moral e os costumes da sociedade japonesa de hoje é a de 50 anos atrás aqui no Brasil, professor tem autoridade, etc. E ai eles conseguem esses resultados porque a criança cresce com aqueles valores, agora aqui... kkkk se o professor grita com o aluno capaz de ir preso! se todo mundo vai mal na prova não é que o pessoal não estudou, é o professor que é muito exigente e ai já vem a pedagoga e a polícia, até o exército, o caramba kkk então vai criando isso ai que agente vê hoje! porque o cidadão depois que está com a mente formada dificilmente, a não ser por conversão divina, mudará sua forma de pensar.

Sobra para o estado corrigir o que não foi feito em casa, impondo um código de leis, condenando, enfim. E é ai que o o estado brasileiro falha com a sua moleza, sua lentidão, suas penas brandas... Ah mas não pode existir prisão perpétua, aah mas não pode ficar mais de 30 anos preso, ah mas é menor de idade, e ai a impunidade vai se alastrando e contribuindo para que aquele jovem que está na beirada do precipício se atire na criminalidade, afinal " não dá nada né?" Mas como é que a câmara do Cunha, o Senado do Aécio, o Planalto do Temer vão aprovar leis mais duras que reprimam a criminalidade? kkk não faz sentido, os caras n vão dar um tiro no pé... Então na minha opinião é isso uma série de fatores que acarretam nisso ai, como mudar? Educando da melhor maneira os jovens e as crianças que estiverem à nossa volta, é um trabalho de formiguinha mas... quem sabe um dia agente chega lá.

Por fim...
....... Era uma quarta feira, a janta estava posta à mesa, eu metido no pijama aguardando aquele momento de descanso depois de um dia de estudo, toca o celular "entraram na casa, atiraram nele, foi na cabeça, é grave", era ele... o admirado, o inteligente, o honesto, firme, atencioso, zeloso, o exemplo... oficial da polícia, subcomandante, baleado e morto no próprio quarto, na frente dos filhos e da esposa. Na outra semana a "farda preta" condenou os dois "cidadãos" responsáveis pelo crime, mas nem a morte de mil marginais valiam aquela vida! Se vocês estivessem lá teriam visto... Mãe desesperada, esposa inconsolável, corporação revoltada, e aquele rosto pálido e tranquilo, medalha "cadete de ouro" (primeiro da turma) brilhosa no peito morto como quem dizia "Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé". É a morte desses homens que nós devemos chorar e é com a morte e com os direitos deles que nós devemos nos preocupar! Eles sacam a arma para lutar por nós contra àqueles que igualmente a sacam para tirar o que é nosso!
Thalyson
Thalyson
Jedi
Jedi

Mensagens : 281
Data de inscrição : 03/03/2014
Idade : 25
Localização : Paraná, Brasil

Ir para o topo Ir para baixo

Provocações: Sistema prisional brasileiro Empty Re: Provocações: Sistema prisional brasileiro

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir para o topo


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos