demonstração de continuidade

Ir em baixo

demonstração de continuidade Empty demonstração de continuidade

Mensagem por Emanuel Dias em Qua 09 Out 2019, 20:53

Mostre que f(x)=x³ é contínua em 1.


Como fazer apenas com a definição de função contínua? Sem usar limites.
Emanuel Dias
Emanuel Dias
Jedi
Jedi

Mensagens : 478
Data de inscrição : 15/12/2018
Idade : 18
Localização : Heliodora-MG, Brazil

Voltar ao Topo Ir em baixo

demonstração de continuidade Empty Re: demonstração de continuidade

Mensagem por Elcioschin em Qua 09 Out 2019, 22:27

f(x) = x³

f '(x) = 3.x² 

Par x = 1 ---> f'(1) = 3 

Existe derivada no ponto (1, 1) ---> a função é contínua em x = 1
Elcioschin
Elcioschin
Grande Mestre
Grande Mestre

Mensagens : 51705
Data de inscrição : 15/09/2009
Idade : 73
Localização : Santos/SP

Voltar ao Topo Ir em baixo

demonstração de continuidade Empty Re: demonstração de continuidade

Mensagem por Matemathiago em Qua 16 Out 2019, 10:27

Por delta-epsilon:


|x-1| < delta (partimos disso)

|f(x) - 1| = |x³-1| = |x-1| |x²+x+1| < delta * |x²+x+1|

Então: |f(x)-1|<  delta * |x²+x+1|
|f(x)-1| <  delta * |(x-1)² + 3x|
Mas, sabemos que:
|(x-1)² +3x| <= |(x-1)²|+ |3x|
|(x-1)² +3x| < |3x| + delta²
Além disso: |3x| = |3(x-1) +3| <= 3 + 3|x-1| < 3 +3*delta
Logo:
|f(x)-1|<  delta*(3 + 3*delta + delta²)
|f(x)-1|<  delta³ + 3delta²+ 3delta

Tomando epsilon =  delta³ + 3delta²+ 3delta,
|f(x)-1|< epsilon (chegamos nisso)


o que completa a prova.

Nota: diminuindo o delta, diminuímos também o epsilon, de modo que f(x) pode chegar tão próximo de f(1) quanto a gente queira.

De modo geral, basta achar epsilon em função de delta, de tal modo que quando delta tende a zero, epsilon tende a zero, que a prova ta concluída.
Matemathiago
Matemathiago
Estrela Dourada
Estrela Dourada

Mensagens : 1423
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 19
Localização : Vitória, ES, Brasil

Voltar ao Topo Ir em baixo

demonstração de continuidade Empty Re: demonstração de continuidade

Mensagem por Emanuel Dias em Qua 16 Out 2019, 14:17

@Matemathiago escreveu:Por delta-epsilon:


|x-1| < delta (partimos disso)

|f(x) - 1| = |x³-1| = |x-1| |x²+x+1| < delta * |x²+x+1|

Então: |f(x)-1|<  delta * |x²+x+1|
|f(x)-1| <  delta * |(x-1)² + 3x|
Mas, sabemos que:
|(x-1)² +3x| <= |(x-1)²|+ |3x|
|(x-1)² +3x| < |3x| + delta²
Além disso: |3x| = |3(x-1) +3| <= 3 + 3|x-1| < 3 +3*delta
Logo:
|f(x)-1|<  delta*(3 + 3*delta + delta²)
|f(x)-1|<  delta³ + 3delta²+ 3delta

Tomando epsilon =  delta³ + 3delta²+ 3delta,
|f(x)-1|< epsilon (chegamos nisso)


o que completa a prova.

Nota: diminuindo o delta, diminuímos também o epsilon, de modo que f(x) pode chegar tão próximo de f(1) quanto a gente queira.

De modo geral, basta achar epsilon em função de delta, de tal modo que quando delta tende a zero, epsilon tende a zero, que a prova ta concluída.


Primeira vez que tinha tido contato com a definição precisa assim, foi um pouco difícil no começo mas acho que peguei. Obrigado cheers
Emanuel Dias
Emanuel Dias
Jedi
Jedi

Mensagens : 478
Data de inscrição : 15/12/2018
Idade : 18
Localização : Heliodora-MG, Brazil

Voltar ao Topo Ir em baixo

demonstração de continuidade Empty Re: demonstração de continuidade

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum